quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

AULAS DE TRIBAL FUSION COM ALÊ CARVALHO


Tribal Fusion em poucas palavras:

          O Tribal Fusion é uma modalidade artística do campo da dança, que pode ser designado como: “Estilo Tribal Folclórico Interpretativo”, por não ter uma origem natural e ser fruto de pesquisa e catalogação, sua prática desenvolve a sensibilidade humana no contato com a arte e todas sua possibilidades interpretativas da vida, alargando horizontes de compreensão e vida grupal e cultura étnica ancestral.

A metodologia:

Preparação: A aula se inicia com aqueciemento de Ballet Clássico e alongamento adptado da prática de Yoga visando a preparação e condicionamento do corpo para bailarinos; dando especial atenção ao alinhamento postural e consequentemente à saúde da coluna e músculos complementares.

Treinamento técnico: de movimentos básicos e complexos do Tribal Fusion, a prática e limpeza do movimentos reforçados pela repetição conduzem a melhor desenvoltura coreógrafica e veracidade artística a medida que a pessoa deixa de se preocupar com a forma de execução (apreendida anteriormente no corpo) para deixar-se levar pela arte da interpretação do movimento e não sua repetição mecânica.

Estudos de composição coreográfica a cada aula: Os passos aprendidos são passados em sequência para que as(os) alunas(os) possam experienciar de forma desenvolta e livre os exercícios passados no treino técnico e alarguem seu modo de atuação.

Estímulo ao estudo teórico: pesquisas enriquecem e abrem caminhos artísticos jamis fechados, humanizam e sensibilizam para a arte e fortalecem para vida, saber o que se faz e o que se cria aprofunda as dimensões da Dança, aumentando o respeito pela dignidade da Arte.

Benefícios:

Cuida das competências ligadas as capacidades sensorio-motoras, ampliando o entendimento da mobilidade espacial, bem como da dimensão corpóreo-poética interpretativa (transmitir signos da arte através dos movimentos do corpo), auxilia na manutenção da auto-estima (a medida que mostra a inadequação dos padrões socias à realidade da beleza humana, a beleza não tem nome, nem cor, peso, idade ou estatura, a beleza é por si um estado de espírito que pode ser trabalhado de várias formas e é rico na sua diferença), atua diretamente melhora da saúde global; pois a atividade física direcionada é um dos agentes diretos que aumenta a imunidade e consequentemente a saúde do corpo e da mente.

Objetivos:

          O presente plano de curso tem por meta proporcionar integração de diversos aspectos do estudo (prático-teórico) visando enfocar o enlace do corpo e da mente por meio do desenvolvimento da consciência corporal, uma vez que trabalha a consciência para dentro, para o lugar de extensão da idéia no mundo, o corpo. De modo, um movimento contra-senso, pois, não são atos de operar um esvaziamento da mente, equívoco comumente cometido pelos conceitos do meio comum, que opera uma cisão entre razão e a corporeidade, sendo sim, a tentativa de harmonização dos vários sentidos humanos, diz-se isso em virtude de se pensar os sentidos tanto pertencentes à percepção (cognição) como àqueles da subjetividade. Propondo assim uma nova maneira de lançar o olhar sobre as relações do ritmo físico ao pensamento.

A professora:

Artista plástica e formada em Filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco, tem várias pesquisas desenvolvidas e diversos cursos de especialização no campo da Arte, lecionando Filosofia da Arte, Estética, Filosofia da Literatura e Arte desde o ensino fundamental, médio ao superior. Devido a essa experiência tem grande compreesão das formas de adptação da aplicação didática no ensino da Arte da Dança.

Formação em Dança:

Iniciou seus estudos em Dança no fim do ano de 2008 independentemente, tornando-se mais tarde aluna da bailarina, professora e coreógrafa de Dança do Ventre Valéria Veruska, decidindo-se imediatamente pelo Tribal Fusion no mesmo período devido a grande identificação com o estilo. Desde então tem tido a orientação da bailarina, professora e coreógrafa da Cia Lunay: Kilma Farias (PB)
É uma das fundadoras e integrante do corpo de bailarinas do Aquarius Tribal Fusion a primeira Cia de atuação forte na Arte do Tribal Fusion em Pernambuco - Brasil, e da Cia D.S.A. Dancers South America liderada pela Bailarina Adriana Bele Fusco (SP). É uma das idealizadoras e redatora do Projeto Itinerante de Dança: Caravana Tribal Nordeste, também realiza pesquisas direcionadas à Dança e ritualística pagã feminina, Mitologia Afro-brasileira e Hip-hop, bem como aprofunda estudos sobre o Movimento Armorial visando composição de fusão étnica para criação e manutenção do movimento Tribal Armorial em Pernambuco em pesquisa conjunta com Andressa Máximo e Aquarius Tribal Fusion Cia de Dança. Em 2010 iniciou seus estudos em Ballet Clássico com a professora Fátima Machado e Danilo Dannti.
Procurando aprimoramento técnico e artístico abrangente. Atualmente dedica-se também à pesquisas sobre rítmica musical árabe, Dança Dramática com Géssyca Pereira professora de Teatro do NUCFIRE e Dança Brasílica com Marina Chagas (PE) Professora do NUCFIRE e integrante do grupo de Ballet Popular Arte Folia.
Cursos:

Sharon Kihara (U.S.A), Mira Betz (E.U.A), Luciana Zambak (PE), Tufick Nabak (Líbia), Ju Marconato (SP), Shirley Shalilah (SP), Daniela Nur (SP), Bela Saffe (BA), Cibelle Souza (RN), Hannah Costa (PE), Joline Andrade (BA) e Karina Leiro (BA/PE).
Onde Leciona:
Casa de Dança Everaldo Lins – Av. Caxangá, nº 116 – Madalena Recife.
Studio Carol Monteiro – Rua Real da Torre, nº 47 – Torre - Recife
NUCFIRE – FAFIRE – Boa Vista – Recife Exclusivo para alunos FAFIRE.

Um comentário:

  1. Bom Dia Gostaria de Saber onde é o endereço de vocês? e telefone. bjs

    ResponderExcluir